Centenas de fiéis participaram neste domingo do encerramento da festa de São Miguel Arcanjo, padroeiro de Itacaré. Os festejos foram iniciados no último dia 20 com o novenário e o show da banda Colo de Deus, considerado como um dos grandes nomes da música católica brasileira. Esse ano a festa em louvor a São Miguel Arcanjo tem como tema central “Batizados e Enviados, a Igreja em Missão no Mundo”.

Conforme a tradição, do dia 20 ao dia 28 foram realizadas celebrações todas as noites em preparação para a festa do padroeiro, sempre a partir das 19 horas, com novenas dedicadas a diversas comunidades, órgãos públicos e profissionais de várias categorias. E após cada novena teve a programação cultural, com shows de artistas regionais, apresentação de corais, bingos e muitas brincadeiras e louvores. A realização foi da Paróquia de São Miguel Arcanjo, com o apoio da Prefeitura de Itacaré.

E no dia 29, consagrado ao padroeiro São Miguel Arcanjo, os festejos começaram às 5 horas da manhã com a tradicional alvorada pelas ruas da cidade, seguindo às 7 horas da manhã com a celebração da missa das intenções. Às 9h30min foi a vez da missa solene celebrada pelo bispo Dom Mauro Montagnolli e o Padre Ednaldo Cardoso, com a participação de padres, freis e diáconos de diversas paróquias, seguindo com procissão. E a partir do meio dia aconteceu o almoço no quiosque, na praça São Miguel, com musica ao vivo. O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, participou das festividades e destacou a importância de permanecer a fé e a tradição da cidade.

E um dos pontos altos dos festejos foi o retorno das celebrações para a Igreja Matriz. Considerada como um patrimônio histórico, artístico e cultural de Itacaré, a Igreja de São Miguel Arcanjo está passando pela segunda etapa de restauração e desde o último sábado as celebrações, que estavam acontecendo desde o mês de fevereiro no Clube Pirajá, retornaram para a igreja antiga.

Realizada pela Paróquia de São Miguel Arcanjo, com o apoio da Prefeitura de Itacaré e da comunidade, através da campanha “A Fé Restaurada”, a igreja histórica passou pelas obras de recuperação de todo o forro, recuperada a pintura de mais de 200 anos, recuperação do gradil de madeira do coro feito em madeira jacarandá, recuperação do batistério, dentre vários outros serviços. Tudo acompanhado pelos técnicos do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC). E a campanha de restauração continua.

> divulgue

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here