TITULO_DO_ANUNCIO

A Paróquia de São Miguel Arcanjo, em Itacaré, realiza nesta sexta-feira, dia 07, às 19 horas, uma missa solene que marcará a conclusão de mais uma etapa das obras de restauração da Igreja matriz. O evento contará com a presença do prefeito Antônio de Anízio; do vice-prefeito Genilson Souza; do presidente da Câmara Municipal, Lenoildo Ribeiro (Canelinha); do bispo da diocese de Ilhéus, Dom Mauro Montagnoli; e de representantes do IPAC. A solenidade também vai marcar a apresentação do projeto do Museu Sacro da Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo.

Considerada como um patrimônio histórico, artístico e cultural de Itacaré, a Igreja de São Miguel Arcanjo passou por mais uma etapa de restauração. Realizada pela Paróquia de São Miguel Arcanjo, com o apoio da Prefeitura de Itacaré e da comunidade, através da campanha “A Fé Restaurada”, a igreja histórica passou pelas obras de recuperação de todo o forro, recuperada a pintura de mais de 200 anos, recuperação do gradil de madeira do coro feito em madeira jacarandá, recuperação do batistério, dentre vários outros serviços. Tudo acompanhado pelos técnicos do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC).

Uma pintura artística de aproximadamente 200 anos foi descoberta na igreja de São Miguel Arcanjo durante a realização das obras de restauração. A arte secular estava de baixo do forro de madeira do telhado da igreja, coberta por inúmeras camadas de tinta. Por ser um bem tombado pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (IPAC), uma equipe da Diretoria de Projetos, Restauro e Obras (Dipro) do instituto foi acionada e realizou uma avaliação da pintura encontrada. Desde então, a equipe de restauradores locais recebeu um reforço dos profissionais do IPAC nas obras de decapagem (remoção de camadas) no intuito de revelar a antiga pintura e recuperar toda sua beleza e características originais.

Durante todo o período das obras o prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, se reuniu com o padre Ednaldo Cardoso e com a coordenadora do projeto, Graça Barbosa, onde garantiu todo o apoio da Prefeitura, tendo em vista a importância do espaço não somente como um templo religioso, mas também por sua história que se confunde com a própria origem da cidade. O secretário de Desenvolvimento Urbano, Ademar Sá, também acompanhou as obras e reafirmou que todo cuidado foi tomado para não danificar o piso original e assegurar todas as características desse patrimônio artístico e cultural de Itacaré.

Pertencente à Diocese de Ilhéus, a Igreja Matriz de São Miguel foi fundada em 1723 pelos Jesuítas. A igreja é umas das mais antigas da região, mas precisa ser restaurada. Em 2016 foi realizada a primeira etapa da campanha de restauro, com a recuperação dos altares. A campanha contou com a participação de turistas, da Prefeitura e da comunidade.

HISTÓRIA – Por volta do ano de 1720, o Jesuíta Luís da Grã ergueu uma capela sob a invocação de São Miguel, batizando a localidade com o nome de São Miguel da Barra do Rio de Contas. Ainda assim, o povoado só se tornaria um município em 1732, por obra e graça da Condessa do Resende – Dona Maria Athaíde e Castro. Com quase 300 anos a igreja de Itacaré, cujo padroeiro é São Miguel Arcanjo, dispõe de oratório rococó, com imagens de São Miguel, São Sebastião, Santo Antônio e Senhor dos Passos. Em alvenaria mista, a edificação tem capela-mor com sacristia, andar superior com coro, galeria e sala do consistório

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here