Vinte e quatro pacientes do município de Itacaré participaram no último sábado, em Itabuna, do Mutirão de Obesidade, realizado pela Prefeitura, em parceria com o Governo do Estado da Bahia e uma Organização Não Governamental, com o objetivo de garantir mais qualidade de vida aos cidadãos e cidadãs que estão cima do peso. Os pacientes passaram por triagens e exames para depois serem submetidos, caso haja necessidade, para a cirurgia bariátrica.

O mutirão aconteceu a partir das 8 horas da manhã na Rua Ruffo Galvão, em Itabuna, com todo o acompanhamento feito pela equipe da Secretaria de Saúde de Itacaré. O trabalho cotou com atendimento de médicos, avaliação nutricional, acupuntura, maquiagem, endocrinologistas e exames. O secretário municipal de Saúde, Ricardo Lins, chama a atenção para a necessidade do tratamento contra a doença.

A obesidade é uma doença caracterizada pelo excessivo acúmulo de gordura corporal e normalmente está associada a problemas de saúde, comprometendo ainda mais o estado do indivíduo. A obesidade é um fator de risco para várias doenças dentre as quais podemos citar: câncer, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares, doenças cerebrovasculares, apneia do sono, osteoartrite e diabete Melittus tipo dois.

O aumento do peso corporal é uma tendência mundial. Nos Estados Unidos, por exemplo, 35% da população (algo feito 97 milhões de pessoas!) estão acima do peso. O Brasil, apesar de ser um país muito mais pobre, segue a mesma tendência, aqui já há 40% de pessoas com peso acima do normal. É na faixa mais pobre da população que este número mais cresce.

O diagnóstico é feito através do cálculo de índice de massa corporal (IMC), método mundialmente difundido e criado por Adolphe Quételet, que consiste em dividir o peso do indivíduo (em quilogramas) pelo quadrado de sua altura (em metros). IMC menor a 18,5 corresponde a pessoas com peso abaixo do normal, entre 18,5 e 24,9 é tido como peso normal, entre 25 e 29,9 representa pessoas com peso acima do normal, entre 30 e 30,9 a pessoa está obesa e quando o IMC é maior do que 40 considera-se a pessoa portadora de obesidade mórbida.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here